Pular para o conteúdo
Início » O que é ERP: um guia completo

O que é ERP: um guia completo

  • por
O que é ERP

Equipe de Conteúdo Bohm

A integração entre sistemas e gestão unificada de dados é um caminho sem volta para empresas – mesmo as de pequeno e médio porte. É para isso, entre outras coisas, que serve o ERP (sigla em inglês para “Enterprise Resource Planning”, ou sistema de gestão integrada).

Embora seja um termo consideravelmente antigo – especialmente em uma época de troca de informações acelerada -, o ERP ainda é um conceito bastante moderno. Hoje é muito mais comum falar de Indústria 4.0, por exemplo, mas a ideia central ainda é a mesma: integrar e unificar processos para gerar KPIs com mais clareza, ordenar tarefas e aumentar a produtividade.

Neste artigo, vamos trazer um guia completo para que você possa entender o que é o ERP, quais são suas aplicações e os benefícios de contar com o sistema.

Por que ter um ERP?

O primeiro objetivo de um ERP é ajudar o gestor a administrar as contas a pagar e a receber, monitorar as vendas e acompanhar os pedidos de compras.

A ferramenta também contribui para a gestão de pessoas, por meio da oferta de informações sobre a produtividade da equipe. Ou seja: o sistema ERP pode facilitar o gerenciamento das informações de todos os setores da organização, se for esse o objetivo da empresa.

O ERP amplia de forma substancial o controle e o acompanhamento de processos. Se cada departamento utilizar um ou mais softwares diferentes (o que é bastante comum), o risco de erros nas informações é muito grande.

Neste sentido, o ERP gera uma visibilidade única e centralizada.

Mais agilidade

A integração dos dados também aumenta a eficiência da gestão e dá rapidez aos procedimentos. A comunicação entre as equipes passa a ser mais efetiva e os problemas podem ser resolvidos com agilidade. A consequência são menos impasses com clientes ou fornecedores.

Vamos usar um exemplo prático. O ERP identifica que uma matéria-prima chegou no setor de produção. De maneira automática, esse item é retirado do estoque e as informações do setor de compras são atualizadas. O sistema, então, identifica que é preciso comprar mais materiais, com um baixíssimo nível de intervenção humana no processo.

ERP é só para grandes empresas?

Isso é um mito. Pequenos negócios também podem optar e se beneficiar muito do sistema. O ERP, inclusive, pode ser o que falta para sua empresa deixar de ser pequena e crescer.

Veja, de forma resumida, como o ERP pode ajudar as companhias de acordo com seu porte:

Pequenas empresas

O sistema de gestão acompanha o crescimento do negócio a partir de um plano básico, que tem um investimento inicial mais baixo, mas oferece os recursos necessários para o bom andamento da companhia.

Você obtém informações corretas sobre várias áreas, o que permite obter eficiência e inteligência nos processos de gestão. Você também pode, inclusive, “flagrar” erros humanos, intencionais ou não, e descobrir a razão pela qual seu negócio ainda não decolou.

O uso de planilhas é praticamente eliminado e o gerenciamento ganha um nível bastante elevado de automação. Com isso, é possível atingir resultados melhores.

Médias empresas

As médias empresas têm a chance de se tornarem mais inteligentes com o ERP. Isso acontece pela automação com inteligência artificial e análises preditivas. Desse modo, os colaboradores atuam de maneira mais estratégica.

Ao mesmo tempo, são obtidos insights valiosos, que geram melhorias para a experiência dos usuários internos e externos.

Grandes empresas

Nessa última opção, são acrescentados mecanismos de inteligência artificial e machine learning para identificar oportunidades de negócio e implantar melhorias.

Com essas ferramentas, sua organização oferecerá uma experiência digital melhor, com automação de tarefas e execução de processos de última geração. Assim, são incorporadas tecnologias inteligentes para subsidiar as tomadas de decisão.

É possível customizar um ERP?

Sim. As possibilidades são quase infinitas. Se o seu negócio precisa de uma solução específica, pode acreditar que o desenvolvedor de ERP pode te oferecer.

Os módulos que podem ser agregados ao software também possibilitam que o gestor busque funcionalidades que operam de maneira mais adequada em relação ao perfil do seu negócio.

E quanto à segurança de dados?

É uma preocupação bastante relevante, ainda mais em tempos de LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

E não só por isso. A segurança das informações é um aspecto básico para manter um bom relacionamento com os clientes, conquistar competitividade e evitar prejuízos à reputação.

Hoje, a maioria dos modelos atuais de ERP trabalha em nuvem. Esse ambiente é mais seguro, porque conta com diversos mecanismos de proteção. Essas camadas de segurança evitam a perda dos dados e também aceleram a recuperação das informações, caso algum imprevisto aconteça.

Conheça a Bohm

Agora que você já sabe o básico sobre ERP, suas aplicações e vantagens, é hora de conhecer o ERP Analysis, o melhor e mais consolidado ERP do mercado brasileiro para empresas de médio porte, atendendo de 10 a 300 usuários.

Desenvolvido pela Bohm há mais de 25 anos e constantemente atualizado e renovado, o ERP Analysis é uma plataforma completa e ajustável ao seu negócio.

Clique aqui para conhecer o ERP Analysis ou fale com nossa equipe para saber mais.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial do trabalho sem autorização do autor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.